segunda-feira, 15 de outubro de 2018












De acordo com um levantamento feito pela Polícia Militar, em apenas uma semana, foram registrados 20 acidentes em Araguaína, no norte do Tocantins. O último foi neste sábado (13), quando um casal e um bebê ficaram feridos após o carro em que eles estavam ser atingido por uma caminhonete no setor Maracanã. O motorista chegou a fugir, mas foi preso.
“Fizemos diligência aqui pelo setor Maracanã, que foi localizado. Realizamos a prisão desse condutor”, diz o tenente da Polícia Militar, Elias Barbosa.
Ele está na Casa de Prisão Provisória de Araguaína. “Em razão do somatório das penas ser superior a quatro anos, não é possível a autoridade policiar arbitrar a fiança”, afirma o delegado Tobias de Sousa.
Na última sexta-feira (12), dois jovens ficaram feridos após o carro onde estava bater em uma mureta de segurança. O motorista seria menor de idade.
Na quarta-feira (10), duas pessoas morreram em acidentes. Na TO-222, um motociclista bateu de frente com um carro ao tentar desviar de um trator que entrou na pista. Três horas antes, uma mulher morreu ao se envolver em um acidente a caminho do trabalho. A motocicleta que ela pilotava bateu em um táxi e o carro acabou atingindo um poste.
G1

Cerca de 20 acidentes são registrados em uma semana em Araguaína. Araguaína News












A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Lajeado, efetuou na tarde desta quinta-feira (11), a prisão de Luís Enoque Henrique, de 45 anos. Ele é acusado da prática de homicídio, no de 2000, na cidade de Várzea Nova – BA e foi capturado, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, proveniente da Comarca de Jacobina – BA.
Conforme o delegado regional Clecyws Antônio de Castro Alves, após o recebimento de informações de que um foragido da justiça da Bahia, acusado de homicídio, estaria morando em Lajeado, uma equipe de policiais civis da Delegacia daquele município deu inícios às investigações e conseguiu localizar o paradeiro do indivíduo, constatando as informações que constavam em um mandado de prisão preventiva oriundo da Bahia.
Com a ordem judicial em mãos, os policiais civis foram até a residência ocupada por Luís Enoque e efetuaram sua prisão.
Após a realização das providências legais cabíveis, o indivíduo foi recolhido à carceragem da Cadeia Pública de Miracema, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário da Comarca de Jacobina – BA, cidade para onde deve ser recambiado a fim de que responda as acusações que lhes são imputadas.

O crime
Segundo a denúncia do Ministério Público da Bahia, no dia 2 de abril de 2000, a vítima Deusdete Olímpio de Amorim, que, na época do crime, tinha 64 anos de idade, entrou no bar de propriedade de Luís Enoque, localizado no povoado de Tábua, zona rural de Várzea Nova, e pediu para que um conhecido, que também se encontrava no bar, pagasse-lhe uma dose de pinga. O pedido foi aceito, sendo que ao servir a bebida, Luís Enoque não teria enchido o copo de Deusdete por completo, o que fez com que este xingasse o autor de vagabundo. Nesse momento, Luís Enoque sacou um revólver calibre 38 e efetuou três disparos de arma de fogo contra o idoso, que veio a óbito no local.
Após cometer o crime, Luís Enoque fugiu tomando rumo ignorado, até se estabelecer em Lajeado, onde levava uma vida normal, sendo que há 18 anos era considerado foragido da Justiça. Todavia, nesta quinta-feira, ele foi preso pela Polícia Civil do Tocantins.

Homem que matou um idoso há 18 anos atrás por conta de um “copo de pinga” é preso pela Polícia Civil em Lajeado. Araguaína News


Crime aconteceu no setor Lago Azul 4, em Araguaína — Foto: Divulgação
Crime aconteceu no setor Lago Azul 4, em Araguaína — Foto: Divulgação







Dois homens, que não tiveram os nomes informados, foram assassinados a tiros na rua África do Sul, no setor Lago Azul 4, em Araguaína, na noite deste sábado (13). Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 19h11, quando um carro de cor branca parou em frente a uma casa. Os ocupantes do veículo desceram e atiraram. Depois fugiram, sem levar nada.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e constatou a morte das vítimas. A PM acredita que se trata de um acerto de contas, já que os homens seriam usuários de drogas.
A polícia informou ainda que uma terceira pessoa estava no local mas não foi atingida pelos disparos.


G1 To

Dois homens são assassinados a tiros na porta de casa em Araguaína.Araguaína News

Homens foram presos suspeitos de espancarem e apedrejarem usuário de drogas até a morte — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Homens foram presos suspeitos de espancarem e apedrejarem usuário de drogas até a morte — Foto: Polícia Civil/Divulgação







Dhelmerson Batista dos Santos, Vagner Sandro Evangelista Tavares e Jean Carlos Pereira Araújo foram presos em flagrante suspeitos de cometerem homicídio triplamente qualificado. Eles teriam espancado e apedrejado Hélio Cardoso de Cerqueira até a morte. O caso aconteceu na madrugada deste sábado (13), em Peixe. A vítima era conhecida na cidade por ser usuária de drogas e a motivação do crime estaria relacionada ao tráfico.
Na manhã de sábado, a Polícia Militar recebeu uma denúncia informando que poderia existir uma pessoa enterrada em um matagal, na periferia da cidade, às margens da Avenida Pedro Ludovico.
Ao chegar ao local, a Polícia confirmou a existência de um cadáver. Após desenterrá-lo, a vítima foi reconhecida e com outras evidências encontradas no local do crime, foi possível chegar aos suspeitos.
De acordo com o delegado João Paulo Sousa Ribeiro, os homens confessaram o crime. Após espancar e apedrejar a vítima, eles a arrastaram e a enterram no mato, a cerca de 300 metros da Avenida Pedro Ludovico. Os suspeitos foram levados para a Cadeia Pública de Peixe.

G1 To

Três são presos suspeitos de espancarem a apedrejarem homem até a morte em Peixe-To. Araguaína News


Eles não dependeram das direções partidárias para se elegerem

Especialista prevê parlamentares desobrigados a obedecer cúpulas partidárias. (Foto: Reprodução)
Para o diretor do Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, especialista em tendências de comportamento político, os novatos eleitos este ano “estarão sempre a um passo de virar oposição” porque não dependem de nada. Não precisaram do Fundo Eleitoral para se eleger, o que lhes dá independência das cúpulas partidárias, tampouco da liberação de emendas parlamentares, moeda de troca usada pelos governantes.
Os novatos sabem, sobretudo os mais jovens, que não precisam de muito para sobreviver politicamente. Só precisam das redes sociais.
Murilo Hidalgo lembra que os parlamentares mais votados em 2018 não dependem de prefeitos ou de vereadores: “Eles têm redes sociais”.
Os eleitos, sem dívidas de campanha, não precisam se submeter a nada. “Serão muito mais independentes”, observa Hidalgo.

Diário do poder 

Novatos eleitos no dia 7 devem ter atuação independente na política. Araguaína News


Na terça, Câmara deve votar projeto que permite que as empresas aéreas com sede no Brasil sejam controladas pelo capital estrangeiro

Entre os projetos na pauta do Senado está o que destina 10% das multas ambientais para a arborização urbana e recuperação de áreas degradadas. (Foto: Luis Macedo/Ag. Câmara)
Deputados e senadores foram convocados para sessão conjunta do Congresso Nacional nesta quarta-feira (17), que deverá apreciar 16 vetos presidenciais. Na pauta de votações, está o veto ao projeto de conversão da Medida Provisória 827/18, que regulamenta o plano de carreira dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias.
O presidente Michel Temer vetou o aumento do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias. O piso passaria de R$ 1.014 para R$ 1.550 mensais após três anos. Em 2019, seria de R$ 1.250 e em 2020,de  R$ 1.400. O salário de R$ 1.550 valeria a partir de 1º de janeiro de 2021.
O Palácio do Planalto entende que aumento salarial aprovado pelo Congresso viola iniciativa reservada ao presidente da República no que diz respeito à criação de cargos e aumento de sua remuneração. Segundo o governo, também desrespeita a emenda constitucional que estabelece o teto de gastos e a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), criando despesa sem indicar estimativa de impacto.
Além disso, cria gastos com pessoal nos últimos 180 dias do mandato presidencial, o que é proibido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. A maior parte dos salários dos agentes é bancada pela União.
Cadastro
A Câmara e o Senado têm votações previstas para esta terça-feira (16). Entre as propostas que os senadores podem apreciar está o projeto de lei que trata da privatização de distribuidoras de energia elétrica. O projeto do Executivo visa a eliminar entraves jurídicos para despertar o interesse de investidores pelas empresas.
Outro projeto na pauta do Senado é o que destina 10% das multas ambientais para a arborização urbana e recuperação de áreas degradadas, além da proposta para estabelecer validade da receita médica no território nacional, independentemente do estado em que tenha sido emitida. Além dessas propostas, há mais sete projetos de decreto legislativo para ratificar acordos internacionais firmados pelo governo brasileiro.
Os deputados devem concluir a votação do projeto do cadastro positivo obrigatório. O texto básico foi aprovado em maio, mas ainda há destaques para serem apreciados pelo plenário da Câmara.
Os defensores do cadastro positivo argumentam que a medida contribuirá para reduzir os juros ao consumidor. Já os parlamentares que se opõem ao cadastro obrigatório dizem que o acesso aos dados do contribuinte poderá aumentar a possibilidade de vazamento.
Financiamento
Também está na pauta da Câmara o projeto que permite que as empresas aéreas com sede no Brasil sejam controladas pelo capital estrangeiro. Atualmente, a participação estrangeira é limitada a 20% do capital social da companhia. A mesma proposta mexe na Política Nacional do Turismo.
Duas medidas provisórias podem ser votadas no plenário da Câmara esta semana. A primeira cria uma linha de financiamento para as santas casas e os hospitais filantrópicos credenciados do Sistema Único de Saúde, com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), e antes da votação precisa ser lida no plenário.
A outra MP cria 164 cargos comissionados para o Ministério da Segurança Pública e perde a validade nesta quarta-feira. Segundo o governo, a criação desses cargos vai custar R$ 14 milhõe neste ano e R$ 19,4 milhões, em 2018.

Diário do poder 

Congresso se reúne quarta-feira e deve apreciar 16 vetos presidenciais. Araguaína News

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com