terça-feira, 8 de agosto de 2017

MULHER LEVA MATA-LEÃO DE PM E DESMAIA APÓS SE NEGAR IR Á DELEGACIA; VEJA VÍDEO. ARAGUAÍNA NEWS


Agressão ocorreu após polícia tentar levar mulher para prestar depoimento sobre briga com idoso em Ananás, extremo norte do TO. PM diz que fez uso moderado da força.

Mulher ficou com hematomas após sofrer agressão (Foto: Montagem G1)


Uma mulher de 37 anos afirmou ter sido agredida pela Polícia Militar após se negar a ser levada para a delegacia em Ananás, no extremo norte do Tocantins, no último domingo (6). Um vídeo que circula nas redes sociais mostra a ação contra a auxiliar de serviços gerais Maria Silvia Fernandes, de 37 anos.
Na gravação, é possível ver a mulher sendo agarrada pelas costas por um militar. Ela é lançada ao chão. Depois, recebe um mata-leão até desmaiar e é algemada.
O caso teria acontecido depois que a vítima brigou com um idoso. Maria Silvia conta que ao chegar do trabalho no dia anterior ficou sabendo que o homem teria tentado abusar sexualmente de uma menina de 7 anos. Ela afirma que chamou a polícia e o conselho tutelar, mas o homem foi solto no mesmo dia.
No dia seguinte, no início da manhã, o idoso foi tirar satisfação pela denúncia. "Ele chegou na minha casa por volta das 4h com um facão, zangado porque eu tinha denunciado. Eu acabei agredindo, mas porque estava me defendendo dele que estava com o facão."
A auxiliar de serviços gerais conta que depois disso voltou a dormir. Horas depois, na manhã de domingo, os policiais chegaram para levá-la à delegacia após terem recebido denúncia da agressão contra o idoso.




"Já chegaram com ignorância. Queriam me levar para a delegacia, mas não era flagrante e eles não tinham um mandado, vieram depois do que aconteceu. Eu me neguei a ir e eles começaram a me agredir", disse.
A 5ª Companhia de Independente da Polícia Militar disse em nota que foi acionada e encontrou a mulher em "visível estado de embriaguez e bastante agitada".
Segundo a corporação, ao ser questionada sobre a agressão ela xingou os policiais e empurrou uma moto estacionada no local. "Imediatamente foi feito o uso moderado da força para contê-la e possibilitar que fosse algemada, visto seu grau de agressividade", diz o texto.
Maria Silvia foi autuada por lesão corporal e desacato, além de ficar detida na delegacia de Ananás. "É um absurdo porque eu sou uma mãe de família, humilde, crio quatro filhos sozinha trabalhando na cozinha dos outros. Meus filhos presenciaram tudo isso. É um absurdo. Fiquei com vergonha, porque se faz o que eles fizeram é com bandido, não com uma mãe de família trabalhadora."
A Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que foram abertos dois inquéritos. Um deles para investigar o suposto caso de estupro praticado pelo idoso e o outro contra a mulher por desacato e resistência à prisão. A secretaria também afirmou que a mulher estaria embriagada.
Ela foi solta no mesmo dia e depois levada para a delegacia de Tocantinópolis para prestar depoimento. Os casos serão investigados pela Polícia Civil.
O comando Geral da Polícia Militar em Palmas disse que "tomou conhecimento do fato e as circunstâncias serão apuradas por meio de procedimento."

Fonte: G1 To

Sobre o Autor

Araguaina News

Autor & Editor

Araguaína News é uma página destinada a compartilhar informações com toda a comunidade de Araguaína e Região.

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com