quarta-feira, 30 de agosto de 2017

OAB/TO QUER QUE ADVOGADOS DE FORA COM MAIS DE 5 AÇÕES SE INSCREVAM NA SECCIONAL DO TOCANTINS. ARAGUAÍNA NEWS


Quem não se inscrever na seccional local vai responder processo ético-disciplinar e ficará impedido de advogar no Estado

Foto: Ascom
Walter Ohofugi: "Para atuar no Estado é necessário cumprir as regras e estar inscrito na nossa OAB"

A Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins (OAB/TO) começou, na segunda-feira, 28, a notificar todos os advogados e advogadas de fora do Estado que atuam em mais de cinco ações no Tocantins para que eles se inscrevam nos quadros da seccional local.

“Essa notificação tem caráter amigável, porém, a falta dessa regularização ocasionará, afora outras medidas previstas na legislação, a instauração de processo ético disciplinar. Mais uma vez contamos com sua compreensão e cooperação, e damos boas-vindas à OAB, seccional Tocantins”, destaca o texto da notificação enviada aos profissionais.

O presidente da OAB/TO, Walter Ohofugi, ressalta que esse trabalho de regularização é muito importante para que todos estejam quites com suas obrigações profissionais. “A advocacia é aberta a todos, mas para atuar no Estado é necessário cumprir as regras e estar inscrito na nossa OAB”, destaca Ohofugi, ao ressaltar que esse é o modo padrão de funcionamento do sistema OAB em todo o Brasil.

O presidente lembra, ainda, que as ações da Ordem no Tocantins são voltadas para atender toda a advocacia que atua no Estado. “Desta forma, não é justo que advogados de fora do Estado sejam beneficiados com o trabalho de defesa de prerrogativas, de acesso à Justiça, de melhorias estruturais, de restabelecimento da imagem da advocacia sem ajudar bancar essas melhorias”, destaca Ohofugi.



"Notificação para regularização de situação cadastral

Prezado(a) Advogado(a),

A Seccional do Tocantins da Ordem dos Advogados do Brasil iniciou a regularização da situação cadastral dos profissionais inscritos em outra Seccional exercendo a Advocacia no Estado do Tocantins em mais de 5 (cinco) causas.

De acordo com nosso Estatuto, inexiste empecilho ético para o advogado atuar em mais de uma localidade no país, na medida em que este direito lhe é garantido pelo inciso I, do artigo 7º do EAOAB. Contudo, a atuação no âmbito territorial de outra Seccional, que não aquele de seu domicílio profissional de origem, exige a obediência a determinadas normas, que estão insculpidas nos parágrafos 1º e 2º do artigo 10 do Estatuto da Advocacia, os quais limitam a habitualidade a cinco processos por ano, a partir do que é exigida a inscrição suplementar.

De tal modo, convidamos a todos os Advogados que se encontram nessa condição a sanar sua pendência, mediante inscrição suplementar perante os quadros da OAB/TO, disponibilizada no nosso portal eletrônico.

Essa notificação tem caráter amigável, porém, a falta dessa regularização ocasionará, afora outras medidas previstas na legislação, a instauração de processo ético disciplinar.

Mais uma vez contamos com sua compreensão e cooperação, e damos boas vindas à OAB – Seccional Tocantins.

Walter Ohofugi Jr.
Presidente da OAB Tocantins". 

(CT - Com informações da ascom da OAB/TO)

Sobre o Autor

Araguaina News

Autor & Editor

Araguaína News é uma página destinada a compartilhar informações com toda a comunidade de Araguaína e Região.

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com