quinta-feira, 28 de setembro de 2017

COM VALOR 13,91% MAIS BARATO, TOCANTINS AMPLIA A IMPORTAÇÃO DE FERTILIZANTES TENDO ISRAEL COMO O PRINCIPAL FORNECEDOR. ARAGUAÍNA NEWS


Adubo egípcio é adquirido por apenas US$ 0,12 o quilo, cerca da metade do valor dos principais vendedores do produto para o Estado.
Imagem
DANIEL MACHADO
De Palmas
A importação de fertilizantes (adubo) pelo Tocantins aumentou 3,26% de janeiro a agosto deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Embora o percentual pareça pequeno, a quantidade fertilizante é muito significativa, pois representa 2,53 milhões de quilos a mais do produto. Ao todo, foram comprados pelo Estado 80,1 milhões de quilos de fertilizantes do exterior nos dois primeiros quadrimestres de 2017, enquanto em 2016, no mesmo período, o volume de adubo importado foi de 77,57 milhões.
No entanto, embora os tocantinenses tenham comprado mais, gastaram bem menos. A importação de adubo pelos produtores e revendedores do Estado alcançou US$ 17,58 milhões (R$ 55,69 milhões) nos primeiros oito meses do, contra US$ 19,78 milhões (R$ 62,65 milhões) de janeiro a agosto de 2016.
Assim, o valor por quilo caiu significativamente também. Enquanto no ano passado os tocantinenses pagavam US$ 0,25 (R$ 0,81) por quilo de adubo, agora pagam US$ 0,22 (R$ 0,70). A redução do preço foi de 13,91%.
Os dados sobre a importação de fertilizantes foram coletados pelo Norte Agropecuário no sistema Alice Web, maior portal de informações oficiais sobre comércio exterior do Mercosul. No Brasil, o sistema é administrado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.
PAÍSES
O maior vendedor de fertilizantes para o Estado é Israel. O país judeu vendeu 19,35 milhões de quilos do produto, o que significou US$ 4,55 milhões (R$ 14,41 milhões). No mesmo período do ano passado, Israel havia vendido mais, 21 milhões de quilo. Em contrapartida, há um aumento significativo da importação de fertilizantes da China, que subiu de 8,3 milhões de quilos nos oito primeiros meses de 2016 para 16,72 milhões de quilos no mesmo período deste ano. Na comparação entre os dois países, em 2017 o quilo do fertilizante de Israel custou US$ 0,23 para os importadores tocantinenses, enquanto o chinês foi adquirido por US$ 0,25.
Nos dados consultados pelo Norte Agropecuário, chama a atenção a situação do Egito. O país é o quarto que mais vendeu fertilizante em 2017 para o Tocantins, com 12,8 milhões, atrás de Israel, China e Rússia. No entanto, o adubo egípcio é muito mais barato, sendo adquirido a US$ 0,12 o quilo, cerca da metade do preço dos produtos de Israel e China.

Norte Agropecuario 

Sobre o Autor

Araguaina News

Autor & Editor

Araguaína News é uma página destinada a compartilhar informações com toda a comunidade de Araguaína e Região.

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com