quinta-feira, 19 de outubro de 2017

COM ROMBO DE R$ 620 MI, GOVERNO DECIDE ENCERRAR PAGAMENTO DE DESPESAS DE 2017. ARAGUAÍNA NEWS


A partir do dia 1º, todos os novos empenhos, as contas a pagar, estarão bloqueados. Das oito metas para o ano, apenas três foram cumpridas pelo Estado.

Apenas três das oito metas foram atingidas (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Governo do Tocantins terá rombo de R$ 620 milhões nas contas
O Estado vai encerrar o ano com rombo de R$ 620 milhões nas contas. Por causa disso, o governo decidiu encerrar o ano fiscal em novembro. A partir do dia 1º, todos os empenhos, as contas a pagar, estarão bloqueados. A medida será tomada por meio de decreto e foi informada nesta quarta-feira (18) aos deputados em uma sessão na Assembleia Legislativa.
"É uma coisa que pode ser ruim? Pode, mas a ideia nossa é reduzir ao máximo os empenhos novos. Empenhos de emendas parlamentares continuam, assim como as de pessoal e ações continuadas", disse o secretário de planejamento Davi Torres.
O governo pretendia arrecadar nos oito primeiros meses deste ano R$ 7,3 bilhões, mas só conseguiu 81% do valor: R$ 5,9 bilhões. Ainda assim, o a arrecadação foi 4% maior que no mesmo período do ano passado. 
Os dados que os secretários apresentaram aos deputados também mostraram que o governo gastou mais esse ano. Houve crescimento de R$ 451 milhões nas despesas nos oito primeiros meses, em relação ao mesmo período de 2016.
"Se considerarmos a lei de responsabilidade fiscal, o governo está superando o limite máximo, que está em 50,27%. É um desequilíbrio total na questão do controle das despesas", afirmou o deputado Paulo Moruão (PT).

Prioridades para 2017

Das oito metas de ações escolhidas como prioritárias, o governo cumpriu somente três: reestruturação do HGP, redução de furtos e roubos e restauração de rodovias.
Em cinco áreas a meta não foi atingida: obras hospitalares pelo estado, construção de unidades habitacionais e pavimentação de rodovias. Nesta última área, nenhum quilômetro foi pavimentado. Também não foram cumpridas as expectativas para o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e Produto interno bruto (PIB) agropecuário.

Gasto com pessoal

O gasto com pessoal continua sendo um dos principais problemas nas contas do governo. O gasto nos oito primeiros meses chegou a R$ 320 milhões. O número de contratos temporários chegou a quase 19 mil.
"Nossa meta agora é concluir os pagamentos da folha de outubro e novembro, e principalmente pagar o 13º salário dos servidores", disse o secretário de administração Gefferson Barros.

G1 To

Sobre o Autor

Araguaina News

Autor & Editor

Araguaína News é uma página destinada a compartilhar informações com toda a comunidade de Araguaína e Região.

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com