terça-feira, 20 de março de 2018

ACUSADO DE MATAR CABELEIREIRA EM ARAGUAÍNA É CONDENADO A MAIS DE 18 ANOS DE PRISÃO. ARAGUAÍNA NEWS







Aldenir Alves Teixeira foi condenado pelo júri popular a 18 anos e oito meses de prisão em regime fechado pelo assassinato da sua a esposa, Edilene Oliveira da Silva, em Araguaína, Norte do Estado. O crime ocorreu em julho de 2016 e, no mesmo ano, o acusado foi preso temporariamente e confessou que matou a mulher por estrangulamento e de ter enterrado o corpo na zona rural da cidade.
A sessão de julgamento durou o dia todo e sete jurados da comunidade local ajudaram na sentença do indivíduo.
De acordo com o Portal G1 Tocantins, a defesa de Teixeira informou que a decisão será analisada e se houver possibilidade, o advogado tentará pedido para redução da pena.
Entenda
Edilene Oliveira da Silva era cabeleireira e foi assassinada por Teixeira após uma discussão do casal, conforme depoimento de Teixeira. O acusado asfixiou e estrangulou a mulher, além de tentar esconder o corpo enterrando-o na zona rural, próximo de Araguaína. Ele foi preso temporariamente como principal suspeito  e então confessou o crime e revelou onde havia enterrado o corpo.
Jornal do TO

Sobre o Autor

Araguaina News

Autor & Editor

Araguaína News é uma página destinada a compartilhar informações com toda a comunidade de Araguaína e Região.

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com