quinta-feira, 10 de maio de 2018

FRAUDES NO SEGURO-DESEMPREGOS ULTRAPASSAM R$ 924 MIL NO TOCANTINS. ARAGUAÍNA NEWS


Mais de 130 requerimentos foram bloqueados entre dezembro de 2016 e abril deste ano no estado. Dinheiro estava sendo desviado por criminosos.



Ministério do Trabalho bloqueou 138 requerimentos de seguro-desemprego no Tocantins (Foto: BOM DIA BRASIL )
Ministério do Trabalho bloqueou 138 requerimentos de seguro-desemprego no Tocantins (Foto: BOM DIA BRASIL )
Ao todo, 138 requerimentos de seguro-desemprego feitos no Tocantins foram bloqueados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, entre dezembro de 2016 a abril deste ano. Segundo o órgão, as fraudes chegaram a R$ 924,4 mil. O ministro do Trabalho Helton Yomura explicou que o dinheiro é destinado aos trabalhadores, mas criminosos estavam desviando os valores no estado.
Do total de fraudes, 110 foram verificadas em Palmas, totalizando um valor de R$ 747,4 mil. Em seguida, aparecem Araguaína com 11 casos e fraudes de quase R$ 67 mil, Porto Nacional com sete requerimentos e R$ 50,1 mil em fraudes.
No Brasil, 62 mil requerimentos foram bloqueados neste período, por meio do sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude) implantado pelo Ministério do Trabalho. Segundo informações do órgão, o sistema gerou uma economia de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos.
“Esses recursos seriam levados por quadrilhas organizadas que, ao longo do tempo, fraudaram e roubaram o dinheiro dos cofres públicos, mas agora elasestão sendo identificadas e interceptadas, com o uso da tecnologia de ponta”, afirma o ministro Helton Yomura.

Operações

Desde a criação do sistema, a Polícia Federal realizou cinco operações de combate a fraudes no Seguro-Desemprego, que resultaram em 31 prisões. No dia 29 de janeiro deste ano, a Polícia Federal realizou no Tocantins uma operação contra esse tipo de fraudes.
As investigações começaram após um empresário denunciar o esquema à Polícia Federal. O homem contou que um funcionário e um ex-funcionário da empresa dele estavam criando vínculos empregatícios e inserindo dados falsos no sistema do governo federal para receber o benefício do seguro-desemprego.
Ainda segundo a Polícia Federal, os suspeitos buscavam pessoas conhecidas para participar do esquema e criar empregos falsos. As fraudes estariam acontecendo desde 2016.
Os policiais cumpriram três mandados de prisão e cinco de busca e apreensão em Palmas e Divinópolis do Tocantins.
Em maio do ano passado, outra operação realizada pela PF em parceria com o Ministério do Trabalho desarticulou uma organização também suspeita de fraudes contra programa de seguro-desemprego e FGTS que atuava em vários estados. A investigação apontou um prejuízo de R$ 320 milhões, entre janeiro de 2014 e junho de 2015.
Ao todo foram cumpridos 136 mandados judiciais nos estados do Tocantins, Goiás, Pará, Maranhão, Roraima, Paraná e Santa Catarina, sendo 56 mandados de busca e apreensão, 10 de condução coercitiva, 9 prisões preventivas e 61 prisões temporárias.


G1 To

Sobre o Autor

Araguaina News

Autor & Editor

Araguaína News é uma página destinada a compartilhar informações com toda a comunidade de Araguaína e Região.

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com