terça-feira, 8 de maio de 2018

LEVANTAMENTO APONTA QUE O TOCANTINS É O 2º ESTADO QUE MAIS GASTA COM SERVIDORES. ARAGUAÍNA NEWS


Pesquisa revelou que despesa com pessoal supera metade da arrecadação líquida, em 24 dos 26 estados. Especialistas analisam situação no Tocantins e apontam soluções.




Tocantins é o segundo estado que mais gasta com servidores (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Tocantins é um dos estados que mais gasta com servidores públicos no Brasil

Um levantamento feito  apontou que o Tocantins é o segundo estado do Brasil que mais gasta com servidores públicos ativos, aposentados e pensionistas. A pesquisa revelou que essa despesa supera metade da arrecadação líquida, em 24 dos 26 estados. O Tocantins fica atrás apenas do estado de Roraima. Os dados se referem ao ano de 2017.
A professora de Direito Administrativo da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Aline Salles, argumenta que há falta de clareza no governo em relação aos gastos com funcionários. Ela diz também que o Estado emprega bem mais pessoas do que deveria.
"Quando o Estado demite várias pessoas em algum momento e logo depois recontrata. Isso leva até uma perda de credibilidade do próprio Estado porque não há uma política clara de gestão. A gente precisa dessas pessoas ou não precisa? Porque se elas foram exoneradas, a rigor, não precisamos delas", argumentou.
Tocantins é o segundo estado que mais gasta com servidores (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Nos últimos dez anos tem sido assim: quase todo dinheiro que entra nas contas do Estado vai para a folha de pagamento. O restante é destinado ao pagamento de despesas. Isso significa que sobra pouco para investir no desenvolvimento.
Para o presidente do Conselho Regional de Economia, Claudiney Leal, a receita é simples: redistribuir de forma mais eficiente os servidores, aproveitar melhor os recursos que podem vir com uma possível melhora na economia nacional e fomentar indústrias que possam agregar valor para diminuir a dependência de empregos no estado.
"O microempresário gera muito emprego, então a formalização desse pessoal já é um bom começo e algum incentivo para que os empresários renovem seu mix de estoque para que consigam girar mais o comércio para ter essa demanda atendida", explicou.
Atualmente, o Tocantins tem mais de 50 mil servidores públicos. "Eu acho que é necessário uma política mais clara de gestão de pessoal que leve em conta os terceirizados, os comissionados, mas também os servidores efetivos, nesse sentido de possibilitar maior aparelhamento para que esses servidores possam fazer esse trabalho, em contrapartida com uma exigência maior de resultados e atendimentos ao público", argumentou Aline Salles.

Levantamento

Os dados do levantamento foram fornecidos pelos governos estaduais e disponibilizados recentemente pela Secretaria do Tesouro Nacional.
Há casos de estados em que os gastos com os servidores ativos, inativos e pensionistas superaram a marca de 60% da receita corrente líquida em 2017, como Minas Gerais (60%), Rio de Janeiro (65%), Tocantins (66%) e Roraima (77%).
Somente três unidades da federação (Distrito Federal, Goiás e Sergipe) desembolsaram menos que 50% da receita líquida com esses servidores no ano passado. Em 2016, eram cinco: Distrito Federal, Amapá, Ceará, Mato Grosso do Sul e Sergipe.

G1 To

Gráfico mostra gastos com servidores, por estado (Foto: Tesouro Nacional)Gráfico mostra gastos com servidores, por estado (Foto: Tesouro Nacional)

Sobre o Autor

Araguaina News

Autor & Editor

Araguaína News é uma página destinada a compartilhar informações com toda a comunidade de Araguaína e Região.

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com