quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Após aumentos, Petrobras altera política de preços da gasolina.Araguaína News


Estatal informou criação de mecanismo para manter valores estáveis por prazos de até 15 dias

Mecanismo de hedge será opcional e visa reduzir a volatilidade do preço do combustível sem afetar o resultado financeiro da Petrobras. Foto: Marcelo Camargo/ABr
A Petrobras anunciou nesta quinta-feira, 6, um mecanismo financeiro que permitirá manter o preço da gasolina estável por até 15 dias. O anuncio ocorre após uma sequência de aumentos iniciada no dia 18 de agosto, que elevou o preço cobrado por suas refinarias em 12%. Há dois dias, gasolina teve recorde de preço, após alta de 1,68%. Com o novo reajuste, o valor do litro passou de R$ 1,1704 para R$ 2,2069 nas refinarias.
Chamado de mecanismo de hedge, ele será opcional e visa reduzir a volatilidade do preço do combustível sem afetar o resultado financeiro da estatal.
A estatal diz que não há mudança na política instituída em 2016 –e revista pela primeira vez em 2017– e continuará acompanhando as cotações internacionais e as variações do dólar.
Mas, a partir de agora, a área comercial pode propor períodos sem repasses de até 15 dias quando entender que o mercado está sendo pressionado por razões externas, como desastres naturais ou choques cambiais – razão do ciclo de alta atual, iniciado no dia 18 de agosto.
O objetivo, disse a empresa, é suavizar o repasse das volatilidades aos seus clientes.
“Em momentos de maior volatilidade, a gente tem a possibilidade de usar esses instrumentos de modo que o resultado financeiro da companhia não se altere”, afirmou o diretor financeiro da Petrobras, Rafael Grisolia.
Preços podem ser contidos
Em vez de reajustar os preços diariamente, a Petrobras poderá segurá-los por um período de, no máximo, 15 dias, realizando operações financeiras no exterior.
Ao final do período, o reajuste aplicado será sempre igual ao resultado das variações diárias do barril de petróleo e do câmbio, de modo que a Petrobras mantenha a paridade com os preços no mercado internacional.
Segundo Rafael Grisolia, realizar essa operação por um período maior do que 15 dias impactaria os resultados da Petrobras.
A decisão já foi anunciada para o mercado e está em vigor, segundo a estatal, com o instrumento à disposição da Petrobras a partir de hoje.

Diário do poder 

Sobre o Autor

Araguaina News

Autor & Editor

Araguaína News é uma página destinada a compartilhar informações com toda a comunidade de Araguaína e Região.

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com