sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Flávio Bolsonaro é banido do WhatsApp por 'comportamento de spam'. Araguaína News

O senador eleito do Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro (PSL) informou que foi banido do WhatsApp nesta sexta-feira (19). A informação foi publicada pelo próprio político em seu Twitter. Segundo Flávio, ele estava em "milhares de grupos".
Candidato à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), vota no Rio de Janeiro junto ao seu filho Flávio, em 7 de outubro de 2018






O WhatsApp baniu Flávio por seu "comportamento de spam", segundo comunicado da empresa obtido pelo O Globo
Cerca de uma hora e meia depois de publicar sobre seu banimento, Flávio voltou ao Twitter para dizer que o episódio ocorreu "dias atrás" e que ele já havia sido desbloqueado. 
Após a Folha de S. Paulo publicar que empresários favoráveis ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) pagaram até R$ 12 milhões para promover uma campanha contra o PT no WhatApp, o aplicativo tomou o centro do debate nas eleições. A prática seria um crime eleitoral porque a doação empresarial está proibida por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).
A denúncia do jornal paulista repercutiu em veículos internacionais. Ela foi no notícia no britânico The Guardian e no The New York Times.  
Bolsonaro diz que a acusação é uma "fake news".


Ainda de acordo com a Folha, o WhatsApp enviou notificações nesta sexta para as empresas Quickmobile, Yacows, Croc services e SMS Market para que elas parem de comercializar o envio de mensagens em massa.
A companhia também baniu números associados a essas agências. 
O envio de mensagens no WhatsApp não é crime, desde que os contatos utilizados sejam do próprio partido político. Utilizar bases de dados de terceiros, com outros números, é crime. 

Spuntik

Sobre o Autor

Araguaina News

Autor & Editor

Araguaína News é uma página destinada a compartilhar informações com toda a comunidade de Araguaína e Região.

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com