quinta-feira, 25 de abril de 2019

Bolsonaro assina decreto que extingue o horário de verão no Brasil. Araguaína News


Durante a cerimônia, presidente afirmou que medida vai aumentar a produtividade do trabalhador

Presidente da República Jair Bolsonaro assina o Decreto que revoga o Horário de Verão. Foto: Marcos Corrêa/PR
O presidente Jair Bolsonaro assinou na manhã desta quinta (25) um decreto que extingue o horário de verão no Brasil. Segundo o presidente, o governo procurou áreas — especialistas em saúde e o Ministério de Minas e Energia — para estudar a necessidade do horário de verão no país.
“As conclusões foram coincidentes: questão de economia, o horário de pico é às 15h, então [o horário de verão] não economizava mais energia. Na área de saúde, apesar de ser uma hora apenas, mexia com o relógio biológico das pessoas”, afirmou Bolsonaro.
Em abril, o porta-voz da Presidência, Otávio Rego Barros, informou que o Ministério de Minas e Energia fez uma pesquisa em que 53% dos entrevistados pediam pelo fim do horário de verão, definido por Bolsonaro como um “justo anseio da população brasileira”.
“Eu concordo e eu sempre reclamei do horário de verão. Em não mais mexendo com o relógio biológico, com toda certeza, a produtividade do trabalhador melhorará”, concluiu o presidente.
Com o decreto, a proposta não precisa ser discutida pelo Congresso. Comparando a aprovação de uma lei com ganhar na mega-sena, Bolsonaro afirmou que está de portas abertas para discutir contribuições que possam ocorrer via decreto.
“Por muitas vezes, um decreto tem o poder enorme, como esse assinado agora. O governo está aberto para quem tiver qualquer contribuição para dar via novo decreto ou via alteração em decreto. Nós estamos a disposição dos senhores”, afirmou o presidente. “Havendo amparo jurídico, nós apresentaremos um novo decreto.”
Em vídeo divulgado pelo Palácio do Planalto, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, declarou que, em termos de energia, foi constatado por meio de estudos elaborados pela pasta que o horário de verão não gera mais economia de energia.
“O pico, que antigamente era no final da tarde, passou para às 15h, em virtude do avanço tecnológico, também dos hábitos da população e, também, que os chuveiros elétricos, na sua maior parte, estão sendo substituídos”, afirmou Albuquerque.
A primeira vez que os brasileiros precisaram adiantar seus relógios em uma hora com o início do horário de verão foi em 1931, instituído pelo então presidente Getúlio Vargas. Na época, o horário especial vigorou entre os meses de outubro e março de 1932.

Diario do poder 

Sobre o Autor

Araguaína News

Autor & Editor

Araguaína News é uma página destinada a compartilhar informações com toda a comunidade de Araguaína e Região.

 
ARAGUAÍNA NEWS © 2015 - Editado por: Romilson Gomes | > Templateism.com